Líderes adolescentes e jovens

A 14ª edição da Escola de Liderança da AMME para Adolescentes e Jovens – Pacificadores será realizada de 12 a 26 de janeiro de 2020 com o tema ‘O Corpo de Cristo’. O currículo terá como texto central a Carta aos Efésios e dará ênfase à inteligência emocional. <veja a página de matrículas>

Pacificadores e a evangelização

Muito prática, nossa escola não seria missional se não resultasse no alcance de crianças como exemplo do que os alunos devem continuar a fazer. Dada a nossa metodologia ‘Circuito Áquila’, propusemos que os alunos desenvolvessem um currículo para evangelização de crianças, produzissem todo o material didático e as aulas para 1:30hs de apresentação dinâmica do Evangelho. Depois, eles foram levados para duas escolas que ocuparam para apresentar o Evangelho a 300 crianças em quatro horas de trabalho. Cada criança recebeu a porção das Escrituras chamada ‘o presente’. Os resultados foram magníficos e os alunos encontraram até mesmo crianças que nunca haviam sido expostas ao cristianismo de qualquer forma. Vários alunos estão se preparando para treinar equipes e reproduzir o programa em suas regiões. Além disso, diariamente os alunos procuram nossa equipe para comunicar que estão transferindo algum dos conteúdos ou para pedir ajuda na execução de seu planejamento ministerial. Nossa escola impulsiona a evangelização e forma vínculos missionais duradouros com a nova geração de líderes da Igreja Brasileira.

Pacificadores e a visão missionária

Sob vários aspectos, nossa escola de liderança Pacificadores é evidência do sucesso de nosso trabalho de promoção da Visão 2030 de evangelização mundial e uma oportunidade para parcerias duradouras. Várias igrejas enviaram adultos observadores ou alunos que trabalham na liderança de ministérios com crianças, adolescentes e jovens, com o intuito de aprenderem conosco as melhores práticas de evangelização e pastoreio. Esses alunos tiveram uma matéria especial com 12 horas de aula sobre a construção da fé. A matéria abordou as diferentes configurações cerebrais conforme a idade, a fé especializada de cada uma e as melhores práticas para sua construção. 30 alunos participaram desse curso e avaliaram como decisivo para a remodelação dos ministérios em que atuam. Duas igrejas que já solicitaram nosso trabalho de consultoria para reestruturar seus ministérios de adolescentes enviaram participantes, uma delas, psicóloga, considerou que o conteúdo apresentado a ajudou na reformulação do conhecimento que adquiriu na universidade, permitindo a aplicação prática na igreja, de acordo com as Escrituras.

Pacificadores e os líderes adolescentes

Pacificadores fornece uma capacitação efetiva em liderança, a começar da auto-gestão, em que os alunos utilizam os 10 mandamentos bíblicos como código de conduta pessoal, sem que a escola estabeleça outra regra além dos horários. Nesse ano, a estreia da matéria ‘Royal Teens’, 10 princípios de liderança conforme Jesus, produziu um impacto de lucidez sobre o que é liderança e como ela deve ser exercida. A matéria PLANTEO (Planejamento tático, estratégico e operacional) levou os alunos a desenvolver um planejamento de ministério e muitos já o estão executando na transferência de conteúdos que aprenderam. Em uma atividade especial de orientação para vocacionados, 50 alunos, cerca de metade, se apresentaram para o ministério em tempo integral e deram mais um passo nessa direção. Três alunos se apresentaram para iniciar o processo de se tornarem missionários em tempo integral na Agência Missionária AMME. Vários alunos se apresentaram como voluntários e alguns estão sendo integrados em diferentes atividades. A própria escola consiste em uma plataforma de liderança, que facilita o desenvolvimento de novas propostas e a transferência de conhecimentos para a Igreja.

Pacificadores e saúde ministerial

Consideramos um ministério saudável aquele que tem recursos suficientes (humanos, materiais e estruturais) e os administra com eficiência e eficácia. Essa diretriz é bem exteriorizada na nova geração de líderes que estamos edificando, na medida em que boa parte dos alunos, mesmo muito jovens, se responsabiliza pelo custo de sua inscrição na escola Pacificadores além do transporte e outros custos. Em 2019, muitos alunos produziram e venderam alimentos, roupas e outros ítens. Um aluno em particular, que celebrou o fato de ter sido demitido e poder vir à escola, vendeu carteiras de plástico em ônibus durante meses, com isso pagou seus custos. Outro aspecto que mostra a saúde ministerial aplicada internamente é a adaptabilidade e sinergia de nossa equipe. Com apenas 12 missionários e 5 voluntários, realizamos toda a escola, desde a propaganda até o cuidado pessoal de cada aluno. Nossos missionários, acostumados a trabalhar com logística e treinamento para a evangelização, se tornaram professores, conselheiros, enfermeiros, decoradores, animadores, esportistas, sempre em total sintonia, atentos aos resultados a serem alcançados. Isso é saúde ministerial.

Pacificadores e a Visão 2030

A AMME evangelizar endossou o movimento Visão 2030 e nossa Escola de Liderança para Adolescentes e Jovens – Pacificadores atende a essa visão: Fazer uma apresentação do Evangelho a cada criança, adolescente e jovem de cada país do mundo até o ano 2030 e estabelecer um Sistema funcional que permita repetir essa tarefa a cada 15 anos. Já na 13ª edição, a escola Pacificadores trabalha sob o princípio de que adolescentes são tanto alvos como agentes da evangelização. Com isso, realizamos a recente edição da escola de 6 a 20 de Janeiro, com o tema ‘em espírito e em verdade’, dando ênfase à inteligência spiritual. Foram 140 horas de currículo, com 10 matérias que provocaram um profundo impacto na vida de 100 participantes com idades de 14 a 24 anos e outros 6 observadores adultos, vindos de 12 estados da federação e de todo o tipo de denominações evangélicas. Ao final, a maioria dos alunos descreveu a escola em termos de transformação profunda e lições duradouras. Nessas 13 edições, é infalível que Pacificadores seja uma experiência tanto exaustiva como produtiva e razão de muitas alegrias.

35. Até aquele dia

A Palavra de Deus: Mateus 26:26-30
26 Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, deu graças, partiu-o, e o deu aos seus discípulos, dizendo: “Tomem e comam; isto é o meu corpo”.
27 Em seguida tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: “Bebam dele todos vocês. 28 Isto é o meu sangue da aliança[c], que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados. 29 Eu lhes digo que, de agora em diante, não beberei deste fruto da videira até aquele dia em que beberei o vinho novo com vocês no Reino de meu Pai”.
30 Depois de terem cantado um hino, saíram para o monte das Oliveiras.

34. Benditos de meu Pai!

A Palavra de Deus: Mateus 25:31-46
31 “Quando o Filho do homem vier em sua glória, com todos os anjos, assentar-se-á em seu trono na glória celestial. 32 Todas as nações serão reunidas diante dele, e ele separará umas das outras como o pastor separa as ovelhas dos bodes. 33 E colocará as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda.
34 Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo35 Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; 36 necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’.
37 “Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? 38 Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? 39 Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’ 40 “O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’.
41 “Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos. 42 Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; 43 fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’.
44 “Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos?’ 45 “Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: O que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’.
46 “E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna”.

33. O noivo se aproxima

A Palavra de Deus: Mt 25:1-13
1 O Reino dos céus será, pois, semelhante a dez virgens que pegaram suas candeias e saíram para encontrar-se com o noivoCinco delas eram insensatas, e cinco eram prudentes. As insensatas pegaram suas candeias, mas não levaram óleo. As prudentes, porém, levaram óleo em vasilhas, junto com suas candeias. O noivo demorou a chegar, e todas ficaram com sono e adormeceram.
“À meia-noite, ouviu-se um grito: ‘O noivo se aproxima! Saiam para encontrá-lo!’ “Então todas as virgens acordaram e prepararam suas candeias.
As insensatas disseram às prudentes: ‘Dêem-nos um pouco do seu óleo, pois as nossas candeias estão se apagando’. “Elas responderam: ‘Não, pois pode ser que não haja o suficiente para nós e para vocês. Vão comprar óleo para vocês’.
10 “E saindo elas para comprar o óleo, chegou o noivo. As virgens que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial. E a porta foi fechada.
11 “Mais tarde vieram também as outras e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abra a porta para nós!’ 12 “Mas ele respondeu: ‘A verdade é que não as conheço!’
13 “Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!

32. E então virá o fim

A Palavra de Deus: Mateus 24:4-14
Jesus respondeu: “Cuidado, que ninguém os engane. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos. Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim. Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares. Tudo isso será o início das dores.
“Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa. 10 Naquele tempo muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros, 11 e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos. 12 Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará, 13 mas aquele que perseverar até o fim será salvo. 14 E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.