#PACI20 devocional 06

#PACI20 devo40/06
“O homem que não tem juízo ridiculariza o seu próximo, mas o que tem entendimento refreia a língua” Pv 11:12. Este provérbio nos ajuda a identificar quem é insensato e quem é inteligente nos relacionamentos: a) “O homem que não tem juízo”, aquele a quem falta coração, mente ou propósito; b) “ridiculariza”, despreza, diminui; c) “o seu próximo”, também amigo, vizinho, irmão ou qualquer nível de relacionamento pessoal; d) “mas o que tem entendimento”, ou inteligência, que sabe classificar e escolher; e) “refreia a língua”, de uma raiz que significa raspar, trabalhar com ferramentas, portanto ficar quieto porque está ocupado. Modernamente, chamamos ‘bullying’ à violência repetida entre colegas. Muitos adolescentes e jovens praticam essa violência; fazem isso porque não pensam. De fato, falta o cérebro a quem ridiculariza, despreza ou diminui seguidamente a alguém de seu relacionamento. E você, como trata e o que diz sobre seus colegas e amigos?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor se você tem diminuído com palavras e atitudes a alguma das pessoas em sua lista ‘A’; b) peça perdão ao Senhor por não ocupar sua mente com pensamentos valiosos e agradáveis a ele ao invés de desprezar os outros; c) dedique-se a Deus para ocupar-se da vontade dele e tratar bem os seus colegas e amigos na lista ‘A’; d) peça perdão a quem você diminuiu e comece a tratar-lhe bem.

Comente:
De algum modo, todas as pessoas estão envolvidas no bullying, seja como alvo, como agente ou como testemunha. Então, você já teve a oportunidade de pensar sobre isso. Que ideia você daria às pessoas com quem convive para acabar com esse tipo de violência que destrói pessoas e relacionamentos? Use o link ‘comentários’ para dar sua ideia.

11 comentários em “#PACI20 devocional 06”

  1. Esse ano no estágio com as crianças tive que aprender abortar vários assuntos em sala de aula, e o bullying foi um deles. Fizemos algumas ações e usamos algumas ferramentas que até trouxeram resultados, mas é muito difícil com as crianças, a todo momento algum deles estão com piadinhas maldosas, zoações, pegando características dos colegas e zoando.
    Uma das ferramentas e particularmente que eu mais gostei de usar foi o amigo do bem. O amigo do bem é uma ferramenta que a escola trabalha chamada o líder em mim. O objetivo era três vezes na semana fazermos bilhetinhos lembrando de momentos em que vivemos juntos naquela semana e ir colocando dentro do envelope de cada colega. Era inaceitável ofender e zoar. Isso nos ajudou muito. Além de várias rodas de conversas e reflexões. Várias chamadas de atenções durante o dia.
    Isso acrescentou muito em minha vida, também me fazia refletir como eu tratava minhas amigas da faculdade, se as brincadeiras estavam se tornando pecado e não um momento divertido. Sei que a boca fala o que o coração tá cheio, que como lá em diz, precisamos encher nossa mente com coisas do Senhor, com a sua palavra, com coisas que vem do céu.

  2. Em caso de bullying penso que deve se comunicar às autoridades (pais, líderes, professores)

  3. O bullying ocorre quando alguém tenta diminuir seu irmão. Entender que você tem que tratar o próximo como superior a você mesmo é a chave.

  4. Todos sabemos o que é bom ou não, o que promove alegria ou não. Se posicionar a favor do ofendido e injustiçado pela pratica do bullying, antes de tudo, é expressar o carácter de Cristo. Acredito que sendo testemunha, devemos nos posicionar firmemente contra os agressores repudiando seus atos, não nos calar.

  5. Esse devocional veio no dia certo e me mostra como Deus está sempre nos ajudando, nessa mesma semana presenciei uma cena de bullying dentro da própria igreja, na mesma hora conversei com as crianças envolvidas, as quais se desculparam e para o momento ficou tudo bem, e desde então fiquei pensando em uma maneira de ensinar mais sobre. Então, preparei uma aula para domingo para falar mais sobre, falar sobre a importância de tratar melhor os amigos e como são importantes pra Deus, independente do que os colegas dizem, e para finalizar uma oficina de Bullying reverso onde vão preparar cartas com versículos e dizeres de amor para distribuir para os colegas tornando o dia deles melhor, para que assim, tanto os que praticantes quanto as vítimas tenham conhecimento do que Deus nos fala sobre.
    Se alguém tiver ideias sobre brincadeiras ou atividades relacionadas, por favor deixe nos comentário ❤️

  6. O senhor é tão perfeito que está a todo momento demonstrando seu amor imensurável e nos ensinando a amar uns aos outros. Um assunto muito em pauta no cenário atual é o bullying, contrário ao mandamento de controlar sua língua e contra o mais puro mandamento do Senhor: amar uns aos outros.
    É necessário índole cristã e discernimento não apenas para ser exemplo perante a essa situação mas a ajudar as vítimas dos ímpios.

  7. Nos relacionamentos de amizades principalmente entre jovens e adolescentes as zoeiras e brincadeiras está se tornando cada vez mais comum, e por causa disso acabam causando muito ressentimento, mágoa e conflitos entre os relacionamentos. Muitas vezes essas brincadeiras são feitas até mesmo sem a intenção de magoar, mas falta o dissernimento em saber que muitas das brincadeiras e zoeiras acabam magoando nosso próximo. Por isso é importante que busquemos o máximo possível dar um fim nessas brincadeiras, nos apelidos, nas zoações em determinados momentos, pois sem perceber o bullying começa a crescer nos relacionamentos, e concomitantemente o pecado cresce junto. Dessa forma, é sempre bom lembrarmos que nossas palavras revelam nosso caráter, pensamento e personalidade, e que como a bíblia diz “No dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado.” Mt 12:36.

  8. O devocional de hoje tem uma ligação com o 8º mandamento “Não darás falso testemunho contra o teu próximo”. Vejo que quando praticamos o bullying estamos desobedecendo este mandamento deixado por nosso Deus.

  9. É muito importante conversar com a pessoa que está sofrendo bullying para que ela conte como se sente, mas também é importante conversar com quem pratica o bullying e explicar que isso, além de machucar alguém, é pecado.

  10. Precisamos amar como Cristo amou, quando amo com o amor que Ele constrói em mim então não faço bullying ridicularizando meu próximo! Amar a Deus é o que faz melhor a cada dia.

  11. Muitos sofrem por causa de bullying, muitas pessoas são vitimas de agressores que praticam o bullying, temos que parar com isso, pois isso destrói vidas. devemos sempre estar em oração pela vida de pessoas que infelizmente sofrem e tentar ajuda-la, comunicando alguém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

plugins premium WordPress