#PACI devocional 34

Nesta sexta-feira, 3 de janeiro, os missionários da AMME terão um dia inteiro de treinamento nas matérias do #PACI para estarem melhor preparados para ministrar para você. Quando orar, ore por eles. Cada missionário já tem estudado as matérias há várias semanas, e agora o treinamento exige muito mais deles.

#PACI20 devo40/34
“Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber” Pv 25:21. Paulo citou esse versículo e a explicação do verso seguinte, quando ensinou aos romanos viver em paz com todos (Rm 12:20). Literalmente, ‘Se faminto o seu ‘odiador’, você o fará comer pão e, se sedento, você o fará beber água’: a) “Se o seu inimigo”, o verbo no particípio indica um ódio continuado; b) “tiver fome… se tiver sede…, adjetivos no original indicam uma condição, não um evento; c) dê-lhe de comer… dê-lhe de beber, o tempo verbal enfatiza o fazer comer e beber, e não o dar alimento e bebida apenas, também é interessante ver que destaca a qualidade do que se faz comer e beber, pão e água, alimentação básica naquela cultura. A razão isso é tanto dar uma lição inesquecível como ainda ser suprido por Jeová. Você age desse modo?

Ore sobre isso:
a) quando Paulo citou esses versos ele queria evitar retribuir mal com mal e também a vingança, confesse a Deus se você ainda ‘paga na mesma moeda’ e tem desejos vingativos; b) pense em sua lista ‘A’ e veja se alguém tem agido como inimigo, dedique-se ao Senhor para cuidar das necessidades dessa pessoa; c) O versículo seguinte afirma que Deus vai suprir suas necessidades, enquanto você supre quem se opõe a você, agradeça a Deus por isso, louve-o por sua bondade e generosidade.

Comente:
Alguém comentou que ‘amontoar brasas’ no versículo seguinte é o suprimento de uma terceira necessidade: quando alguém deixava o fogão a lenha se apagar, se precisasse cozinhar com urgência, precisava ir pedir brasas na casa de um vizinho que tivesse o fogão aceso. Embora ficasse sem suas brasas, ser generoso e encher o vaso de barro carregado na cabeça seria também ser rigoroso, já que o vizinho negligente iria se queimando até em casa e talvez lembra-se de manter o próprio fogão aceso da próxima vez. Comente com os pacificadores de que maneiras atender as necessidades das pessoas que tem dificuldade de relacionamento conosco pode ensiná-las a conviver em paz. Use o link ‘comentários’.

7 comentários em “#PACI devocional 34”

  1. Quando tenho uma atitude que não é esperada (retribuindo o bem) a pessoa que queria causar ou fazer um mal fica sem ação ou se perde nas suas intenções. Isso já aconteceu comigo não só uma vez… Ensinar pela atitude de paz e não de guerra para, quem sabe, imitarem a nossa atitude também

  2. Me lembrei de um exemplo dessa semana que pode ser útil. Uma pessoa tem agido mal comigo. Anteriormente sempre curtia os meus posts… Como forma de mostrar que não tenho nada contra ela mas oro muito por ela ainda é continuar curtindo os posts dela.

  3. A vingança é uma ramificação de diversos pecados, a intriga, a ira, o orgulho. Atualmente ter o discernimento cristão de que não devemos dar o troco na mesma moeda, devemos fazer o bem sem ver a quem é uma tarefa bem complicada. Devemos nos manter nessa trilha que nos leva a nosso alvo que é Cristo, e assim como o Senhor instruiu a Jonas, devemos trazer para a casa do Senhor, fazer o bem até aqueles que não nos fizeram bem.

  4. Ao meditar nesse texto reflito sobre a prontidão com que devemos nos apresentar em tais situações. Estar em prontidão e saber como agir quando situações difíceis se apresentam me parece um dos pontos altos desse texto, que inicia com a condicional “Se”. Temos que estar prontos.

  5. Eu nunca entendi o qie significava amontoar brasas vivas sobre a cabeça do outro, agora tudo faz sentido kk
    Interessante também que o versículo nos pede mais que o materialismo, não é apenas dar o pão e a água, temos que fazer o outro comer, nos preocuparmos realmente com o bem estar dele.
    Acho que ao atender a necessidade do outro damos a resposta branda que desvia o furor que foi tema de outro devocional e isso ensina o outro sobre a paz

  6. Devemos voltar ao evangelho quando Cristo nos dias em doar a outra face, em andar mais uma milha. Que Ele possa governar a nossa mente e nossas atitudes nos fazendo praticar isso de fato.

  7. Nós vivemos em tempos em que a vingança e o dar o troco estão se tornando uma forma comum de agir entre as pessoas, o fazer justiça com as próprias mãos e muitas vezes querer fazer com que a pessoa sinta e passe, o que você sentiu e passou ao ser de alguma forma ferido e magoado. Mas nós como sabemos temos que viver e agir diferentes, nós fomos chamados para sermos testemunhas dEle, como diz em Atos 1:8, e creio que é através do exemplo que muitas vidas também podem ser tocadas pelo Espírito. Vejo que uma da forma de ensinar as pessoas a viver em paz conosco é sendo imitadores de Cristo, demonstrando o amor de Jesus através das nossas ações e atitudes diárias, demonstrando o perdão para quem nos feriu, assim as pessoas irão nos olhar e ver que somos diferentes, e muitos conflitos poderão ser solucionados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *