#PACI20 devocional 32

Primeiro dia do ano! Comece o ano meditando na Palavra de Deus, praticando e ensinando a outros. Mande o link desse devocional para outras pessoas, por mensagem ou por publicação. <http://www.pacificadores.org/2020/01/01/devo4032/>

#PACI20 devo40/32
“Procure resolver sua causa diretamente com o seu próximo, e não revele o segredo de outra pessoa” Pv 25:9. É o quinto livro, o verso 10 e possivelmente o 8 são contexto. Literalmente, ‘você deve atirar a disputa (só) com seu parceiro, além disso, o que foi tratado em particular, ao que chega depois, possa você não desnudar’: a) “Procure resolver sua causa diretamente”, uma disputa deve-se limitar-se aos envolvidos; b) “com o seu próximo”, qualquer tipo de parceria; c) “e não revele”, lit. desnudar, culturalmente, com a conotação de envergonhar; d) “o segredo”, deriva de ‘reunião’, portanto assunto discutido em privado; e) “de outra pessoa”, a ênfase está em não revelar para quem ‘chegou depois’, quem não participou da na conversa. A justificativa é lit. ‘para que não vá envergonhar você o observador e difamação dele não será retirada’. Se maldizemos alguém, sempre há o que dizer contra nós.

Ore sobre isso:
a) se você tem o costume de murmurar, fofocar ou maldizer quem acha que lhe magoou, peça perdão a Deus e pare com isso; b) se você revelou a outros alguma conversa que teve em particular, peça sabedoria a Deus para consertar esse erro; c) humilhe-se diante do Senhor e confesse que, se ninguém mais sabe de seus erros, Deus que observa atentamente, conhece todos eles – então não ouse falar mal dos outros; d) se você sofreu difamação como resultado de maldizer aos outros, ore para perdoar e pedir perdão.

Comente:
quais são as possíveis motivações de alguém que, ao invés de falar diretamente com quem tem um problema, fica maldizendo e fofocando para quem nada tem a ver com o assunto. Por que as pessoas fazem isso? Comente com os outros pacificadores, use o link ‘comentários’.

8 comentários em “#PACI20 devocional 32”

  1. Muitas vezes é questão do nosso próprio caráter. É muito mais fácil não encarrar e resolver os problemas. Então para que se preocupar se podemos falar mal? Talvez seja essa questão que ecoa dentro de nós.
    Que o Senhor nos faça abandonar o nosso mau caráter. E possamos nos esforçar para cumprir essa palavra.

  2. Muitas vezes acabamos por cometer esse pecado ao buscar conselhos sobre determinada situação com um amigo, contudo, essa prática deve ser calculada, pois podemos acabar difamando essa pessoa para uma terceira que nem está envolvida na situação, devemos pedir sabedoria do Senhor para enfrentar esse tipo de adversidades, pois a ele tudo podemos contar, ele é nosso melhor amigo.

  3. As pessoas geralmente expõem os segredos dos outros com a intenção de difamar o próximo, como uma espécie de vingança.

  4. Normalmente queremos um cúmplice para contribuir na fofoca e é muito mais fácil acharmos esse “amigo” do que alguém que nos repreenda{muito triste} mas graças a Deus temos a palavra que nos ensina bem certinho a receita de como resolver, se temos algum problema com alguém devemos ir diretamente na fonte. Jogar indiretas, atacar nas redes sociais, falar por trás nunca resolve o assunto, se buscamos este caminho não resolvemos nada, apenas ficamos minando e pecando. Isso nos afasta do corpo, oremos pra não sermos esse tipo de pessoa, que faz isso ou que dá ouvidos para o mesmo.

  5. Quando fazemos isso não estamos querendo resolver o problema ou não temos coragem pra fazê-lo. Só queremos falar mal, mostrar o nosso lado e o quanto fomos injustiçados.

  6. O vitimismo e o desejo de provar a outros que não pensamos do modo como ‘aquela outra pessoa’ são motivos recorrentes para o compartilhar de informações que deveriam estar guardadas.

  7. Eu acredito que também tem a ver com nossa covardia, a falta de coragem e maturidade para resolver os problemas. Assim, acabamos fofocando para outra pessoa ao invés de conversar e resolver a situação.

  8. Mais uma vez observamos que a nossa língua é uma das principais formas que ao ser utilizada de forma inadequada pode causar algum distúrbio nos nossos relacionamentos, pois assim como diz em Tiago 3:5, a língua é um pequeno órgãos mas se vangloria por ter feito grandes coisas, assim como um fagulha iniciando um incêndio. Vejo que as fofocas e a difamação das pessoas se tornou algo comum, pois muito pouco percebe-se a gravidade e os problemas que isso traz, muitos não percebem que as vezes as palavras machucam e que ao difamar alguém é possível levar a reputação de uma pessoa para o lixo. Portanto, a falta de entendimento da destruição que uma simples fofoca pode causar, é um dos motivos que torna esse pecado tão popular, principalmente entre jovens e adolescentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *