#PACI20 devocional 13

#PACI20 devo40/13
“A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira” Pv 15:1. Literalmente, ‘Uma resposta suave rebate o calor, mas uma palavra trabalhada levanta a respiração’: a) “resposta” ou ‘rebate’, ‘retorna’, dá a entender que houve antes uma provocação; b) “resposta” e “palavra” estão no singular, possivelmente indicando que não é preciso muito falar para produzir cada efeito; c) “calma” ou ‘suave’, pode ser inclusive ‘fraca’, portanto, sem orgulho ou soberba em responder ‘à altura’; d) “fúria” ou ‘calor’ indica a temperatura emocional e, figurativamente, por causa da febre, pode indicar envenenamento; e) “palavra” sinaliza a ação inicial, diferente de resposta; f) “ríspida” é literalmente ‘esculpida’, indicando tanto a dor de marcar uma superfície, como o trabalho de elaborar uma palavra marcante; f) “ira”, literalmente ‘respiração forte’, especifica a reação física em uma emoção forte. Como são suas conversas com cada pessoa de sua lista ‘A’?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor cada resposta grosseira e cada palavra maquinada para ferir que você deu às pessoas de sua lista ‘A’ – se as pessoas ficam calmas ou irritadas com suas palavras, esse é um indicador; b) suplique ao Senhor por sabedoria para responder com suavidade e falar com simplicidade, sem más intenções; c) comprometa-se com o Senhor em melhorar suas respostas e o modo como você fala.

Comente:
O texto ensina tanto sobre falar como sobre responder, ter a iniciativa ou reagir a uma provocação. É óbvio que uma palavra maquinada, elaborada para nos atingir é uma seta difícil de desviar-se. Mesmo assim o texto pede uma resposta suave. Comente com os outros pacificadores ideias para superar as emoções que palavras más levantam e manter a calma para responder bem. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 12

#PACI20 devo40/12
“Quem despreza o próximo comete pecado, mas como é feliz quem trata com bondade os necessitados!” Pv 14:21. Literalmente, ‘Quem despreza seu próximo perde, mas quem se inclina ao aflito prospera’: a) “Quem despreza” – desrespeita, desvaloriza; b) “o próximo” – abrangendo diversos tipos de relacionamento; c) “comete pecado” – embora quase sempre traduzido como pecado, a ideia base é ‘perder’; d) “mas como é feliz” – a raiz é avançar, ir em frente, o conceito de felicidade ligado à prosperidade; e) “quem trata com bondade” – a partir da ideia de se inclinar para atender, inclusive ‘ter misericórdia’; f) “os necessitados” – na maioria das vezes traduzido como ‘aflito’. O texto trabalha uma antítese a como o mundo procura o sucesso. Ninguém quer se relacionar com quem está necessitado, mas é justamente a atenção a eles que permite avançar e prosperar. Quem na lista ‘A’ sofre aflições, o que precisa e o que você fará?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor se você deixou de pensar nas aflições das pessoas em sua lista ‘A’ ou se propositalmente ignorou suas necessidades; b) apresente em oração as necessidades de cada pessoa da lista ‘A’ e suplique uma solução a Deus – orar é o que de melhor podemos fazer; c) ofereça a Deus aquilo que você tem e pode fazer para suprir as necessidades das pessoas na lista ‘A’ e comprometa-se a socorrê-las.

Comente:
No mundo em que vivemos as pessoas perdem quando dão e ganham quando tomam. O versículo que examinamos ensina o contrário e Jesus também disse: “Deem, e lhes será dado” Lc 6:38. Comente com os outros pacificadores como você vê essa fórmula funcionando na matemática de Deus. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 11

#PACI20 devo40/11
“Cada coração conhece a sua própria amargura, e não há quem possa partilhar sua alegria” Pv 14:10. Literalmente, ‘O coração percebe a amargura pessoalmente, e de sua alegria não compartilha um estranho’: a) “Cada coração” – a mente, o ser interior; b) “conhece” – conhecer através da visão, figurativamente experimentar; c) “a sua própria amargura” – literalmente, ‘o coração percebe na alma’, no próprio ser; d) “e não há quem possa partilhar sua alegria” – a palavra usada para ‘quem’ significa ‘estranho’, ‘estrangeiro’ ou simplesmente ‘outro’, podendo indicar que ninguém pode partilhar emoções íntimas, ou somente um amigo poderia. Este provérbio alerta para o risco de solidão em nossas experiências emocionais e é um desafio para compartilhá-las em nossos relacionamentos. Nossa íntima amargura ou alegria podem nos separar e isolar de todos ou podemos insistir em compartilhar. Como você age com as pessoas da lista ‘A’, se fecha e isola ou insiste em compartilhar?

Ore sobre isso:
a) suplique por inteligência ao Senhor para que você e as pessoas da lista ‘A’ “Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram” Rm 12:15; b) comprometa-se diante de Deus a evitar a solidão e o isolamento em suas próprias experiências emocionais; c) suplique ao Senhor que você tenha com as pessoas da lista ‘A’ “o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude” Fp 2:2 – que ninguém fique na solidão.

Comente:
A valorização da solidão em nossa época, até mesmo da igreja e a pretexto de vida ‘a sós com Deus’ ou de respeito à privacidade, tem isolado os crentes em suas lutas e problemas. As raízes dessa solidão são o egocentrismo e o egoísmo. Use o link ‘comentários’ para comentar como a sua geração lida com a solidão.

#PACI20 devocional 10

#PACI20 devo40/10
“Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal” Pv 13:20. Literalmente, ‘Quem anda com sábios será sábio, mas o companheiro dos loucos ficará alarmado’: a) “Aquele que anda” – figurativo para relacionamento; b) “com os sábios”, “sábio” – inteligentes, capacitados, criativos; c) “mas o companheiro” – a ideia é a de pastorear, o que pode traduzir uma relação de liderança, o subordinado dos sábios e o líder dos tolos; d) “dos tolos” – quase sempre traduzido como loucos, pessoas sem raciocínio lúcido; e) “acabará mal” – a ideia base é a de um alarme ou de gritos, possivelmente por causa da guerra ou do perigo. O texto afirma o poder dos relacionamentos na aprendizagem. Sabemos que prendemos por imitação e os mais jovens são mais sensíveis a isso. Você vai acabar fazendo o que as pessoas na lista ‘A’ fazem: isso será bom ou mal?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor se em sua lista ‘A’ estão pessoas tolas, que não pensam para falar ou fazer; b) confesse ao Senhor comportamentos e ações ruins que você imitou das pessoas com quem se relaciona; c) suplique ao Senhor para encontrar gente sábia com quem se relacionar; d) comprometa-se a conviver com pessoas sábias, de comportamento e ações inteligentes conforme Deus.

Comente:
Se em sua lista ‘A’ há pessoas sábias, conte para os outros pascificadores a lição importante que você aprendeu mais recentemente. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 09

Pacificadooooores! arquivamos neste website e também publicamos no grupo de WhatsApp a Cartilha de Viagem, um documento (7 páginas) com orientações sobre bagagem, viagem, segurança e conduta para os alunos do #PACI20. Para baixar procure o link ‘downloads‘ na coluna da direita, se você usa o computador, ou no final da página, se usa o celular.

#PACI20 devo40/09
“O homem honesto é cauteloso em suas amizades, mas o caminho dos ímpios os leva a perder-se” Pv 12:26. Literalmente, ‘O correto espiona seus amigos, pois o caminho do errado engana’: a) “O homem honesto” – porque é correto ou foi corrigido; b) “é cauteloso” – procura, espiona, pesquisa; c) “em suas amizades” – todo o tipo de relacionamento; d) “mas o caminho” – figurativamente, o modo de agir ou viver; e) “dos ímpios” – culpado, condenado, que age errado, mal; f) “os leva a perder-se” – iludir-se, enganar-se, arruinar-se. O texto associa a decisão criteriosa às pessoas corretas e a precipitação enganosa aos perversos. Quando isso é aplicado às amizades, quem é correto não se deixa enganar por gente  mal-intencionada, porque está atento, mas quem costuma pecar, não tem critério para julgar os outros, por isso é enganado. Você escolheu bem seus relacionamentos na lista ‘A’ ou tem sido enganado e iludido por gente má?

Ore sobre isso:
a) confesse a Deus se você é tolerante com o pecado e por isso, sem critério, deixa-se enganar e iludir; b) suplique a Deus que corrija você até que aprenda a rejeitar o pecado em sua própria vida e na vida dos outros; c) examine seus relacionamentos na lista ‘A’, se eles agem bem, agradeça a Deus, se agem mal, comprometa-se a exortá-los pela Palavra de Deus, e a afastar-se se não se converterem: não tolere o pecado.

Comente:
Aprendemos que quem é correto tem um padrão ou critério que lhe permite julgar as pessoas com quem se relaciona, mas quem tolera o próprio pecado não pode evitar ser enganado. Comente esse princípio com os outros pacificadores, diga o que achou disso. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 Cartilha de Viagem

Publicamos a Cartilha de Viagem para os pacificadores que virão à 14ª edição da Escola de Liderança da AMME para Adolescentes e Jovens. Você encontra a cartilha na coluna da direita sob o título ‘Downloads’, se estiver usando o computador, ou no final da página, se estiver usando o celular.

A cartilha tem orientações importantes sobre documentos, bagagem, programa, conduta e segurança. É uma boa ideia imprimir a cartilha (7 páginas A4) e ler junto com os pais para ter certeza de que todas as orientações serão seguidas.

<download>

#PACI20 devocional 08

#PACI20 devo40/08
“O fruto da retidão é árvore de vida, e aquele que conquista almas é sábio” Pv 11:30. Literalmente, ‘O fruto da retidão, árvore de vida, e o colhedor de almas, sábio’: a) “O fruto” – figurativo de resultado; b) “da retidão” – justiça natural, moral e legal, ser correto ou corrigido; c) “é árvore de vida” – remete à árvore que dava vida eterna no Éden, como uma figura de bênção para muitas pessoas; “e aquele que conquista almas” – um termo forte com o significado de apanhar, tomar e até agarrar ou capturar; d) “é sábio” – em um sentido amplo, na mente, palavras e ações. A sabedoria de cada provérbio pode ser conectada ao ensino de Jesus; nesse caso, dar fruto (Jo 15:16) e pescar pessoas (Mc 1:17). A missão definida por Jesus para seus discípulos é relacional, abençoa e cativa as pessoas próximas. Você cumpre a missão divina em sua lista ‘A’?

Ore sobre isso:
a) busque o Reino de Deus e a sua justiça pois, se Deus governar sua vida em Cristo, você viverá em retidão, corretamente; b) suplique a bênção de distribuir vida plena através do discipulado, principalmente às pessoas que colocou na lista ‘A’; c) dedique sua vida a evangelizar, cativando pessoas, não para você, mas para Cristo; d) agradeça a Deus porque cumprir a missão divina de cativar pessoas e distribuir vida é a melhor escolha que podemos fazer.

Comente:
Use o link ‘comentários’ para dizer aos outros pacificadores se alguma pessoa em sua lista ‘A’ foi cativada para Cristo por você. Se você não ganhou para Cristo nenhuma pessoa próxima de você, reflita sobre essa situação e comente a que conclusão você chegou.

#PACI20 devocional 07

#PACI20 devo40/07
“Quem faz o bem aos outros, a si mesmo o faz; o homem cruel causa o seu próprio mal” Pv 11:17. Literalmente, ‘recompensa a própria alma o homem que tem bondade; mas perturba seu corpo aquele que é cruel’: a) “Quem faz o bem aos outros” – na primeira frase há somente o verbo recompensar, ou tratar com justiça e integridade à própria alma, fazer o bem é uma interpretação de ‘tem bondade’; b) “faz o bem” – o termo usado para bondade é comumente aplicado ao amor de Deus; c) “o homem cruel” – ou feroz; d) “causa o seu próprio mal” – perturba ou agita o próprio corpo. O texto quer que o leitor entenda que o modo como age para com os outros, com bondade ou crueldade, afeta a si mesmo. Você tem bondade ou é cruel com as pessoas em sua lista? Sua alma sente-se premiada ou seu corpo perturbado?

Ore sobre isso:
a) suplique ao Senhor para entender e valorizar a recompensa que pode receber na alma; b) confesse ao Senhor se há crueldade, ferocidade, raiva, ira, maldade em você, pois isso prejudica seu próprio corpo; c) consagre-se ao Senhor para que ele encha o seu interior de bondade até que você abençoe as pessoas em sua lista ‘A’.

Comente:
Talvez você já tenha ouvido ou lido algum artigo médico que relaciona pecados como a mentira, a ira, o medo e outros a doenças físicas bem específicas. Fale sobre isso nos comentários para que outros pacificadores saibam também. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 06

#PACI20 devo40/06
“O homem que não tem juízo ridiculariza o seu próximo, mas o que tem entendimento refreia a língua” Pv 11:12. Este provérbio nos ajuda a identificar quem é insensato e quem é inteligente nos relacionamentos: a) “O homem que não tem juízo”, aquele a quem falta coração, mente ou propósito; b) “ridiculariza”, despreza, diminui; c) “o seu próximo”, também amigo, vizinho, irmão ou qualquer nível de relacionamento pessoal; d) “mas o que tem entendimento”, ou inteligência, que sabe classificar e escolher; e) “refreia a língua”, de uma raiz que significa raspar, trabalhar com ferramentas, portanto ficar quieto porque está ocupado. Modernamente, chamamos ‘bullying’ à violência repetida entre colegas. Muitos adolescentes e jovens praticam essa violência; fazem isso porque não pensam. De fato, falta o cérebro a quem ridiculariza, despreza ou diminui seguidamente a alguém de seu relacionamento. E você, como trata e o que diz sobre seus colegas e amigos?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor se você tem diminuído com palavras e atitudes a alguma das pessoas em sua lista ‘A’; b) peça perdão ao Senhor por não ocupar sua mente com pensamentos valiosos e agradáveis a ele ao invés de desprezar os outros; c) dedique-se a Deus para ocupar-se da vontade dele e tratar bem os seus colegas e amigos na lista ‘A’; d) peça perdão a quem você diminuiu e comece a tratar-lhe bem.

Comente:
De algum modo, todas as pessoas estão envolvidas no bullying, seja como alvo, como agente ou como testemunha. Então, você já teve a oportunidade de pensar sobre isso. Que ideia você daria às pessoas com quem convive para acabar com esse tipo de violência que destrói pessoas e relacionamentos? Use o link ‘comentários’ para dar sua ideia.

#PACI20 devocional 05

#PACI20 devo40/05
“O ódio provoca dissensão, mas o amor cobre todos os pecados” Pv 10:12. Do capítulo 10 ao 22:16 temos o segundo e mais longo livro de provérbios, os Provérbios de Salomão, com frases isoladas de sabedoria antiga. No versículo 12 o autor compara dois tipos de relacionamento: a) “O ódio” – que no original tem raiz em ‘inimigo’, portanto, inimizade; b) “provoca” – desperta, acorda, levanta; c) “dissensão” – conflito, discórdia; d) “o amor cobre” – põe um remendo, cobre um furo, fecha um vazamento;  e) “todos” – com o sentido de inteiro, sem faltar nenhuma parte; f) “os pecados” – com raiz em rebeldia, portanto, rebelião. Se existe inimizade, o conflito é sempre despertado. Já o amor não encobre, não disfarça, nem ilude; o amor fecha, tampa e veda. Com amor a rebelião não vaza. Sua lista ‘A’ está cheia de inimizade ou de amor? De provocações ou de perdão? De conflitos ou de paz?

Ore sobre isso:
a) confesse a Deus os relacionamentos em sua lista ‘A’, marcados pelos conflitos; b) submeta-se ao mandado de Deus para amar e deixe de lado toda a inimizade; c) suplique ao Senhor que o amor feche toda a rebelião em sua vida e na vida das pessoas com quem você se relaciona.

Comente:
Comente com os outros pacificadores o que esse versículo significa para sua vida nesse momento, como você o aplica. Isso pode ajudar outros a entender e aplicar este ensino bíblico. Use o link comentários.