#PACI20 devocional 22

#PACI20 devo40/22
“Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão” Pv 18:24. Literalmente, ‘Homem, colegas, isso faz mal a si mesmo, mas existe amar próximo como um irmão’: a) “amigos” e “amigo”, a diferença entre as duas palavras é a chave para a compreensão, primeiro há a ideia do substantivo ‘associado’, alguém que faz algo junto, segundo, o verbo amar, alguém que está amando; b) “pode chegar à ruína”, ser ‘ruim’ ou ‘maldoso’ consigo mesmo; c) “mas existe amigo”, verbo amar no singular; d) “mais apegado que”, adjetivo ‘próximo’; e) “um irmão”, tanto no parentesco imediato como no sentido figurado. O que podemos entender desse texto é que os colegas de uma pessoa podem causar que ele faça mal a si mesmo, porém existe alguma pessoa que ama como se fosse um irmão. Então, entre tantos colegas, há alguém que ama você como irmã/o?

Ore sobre isso:
a) suplique por verdadeiros irmãos e irmãs espirituais que amem você como Cristo nos ensinou; b) dedique sua vida a Deus para ser um/a verdadeiro/a irmã/o para as pessoas em sua lista ‘A’; c) confesse ao Senhor se, sendo apenas um colega, você causou algum prejuízo a alguém.

Comente:
Qual é a diferença entre colegas que podem causar-nos problemas e uma amizade verdadeira de alguém que nos ama biblicamente? Comente sobre essa diferença e sobre como conseguir mais amizades verdadeiras. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 21

#PACI20 devo40/21
“Um irmão ofendido é mais inacessível do que uma cidade fortificada, e as discussões são como as portas trancadas de uma cidadela” Pv 18:19. Literalmente, ‘O irmão ofendido, uma fortaleza, e disputas, como a grade de um castelo’: a) “Um irmão”, no sentido de parentesco ou figurativamente, em uma relação muito próxima; b) “ofendido”, ‘rebelião’ ou ‘transgressão’ na forma passiva ou reflexiva do passado; c) “é mais inacessível* (*interpretativo) do que uma cidade fortificada”, dois substantivos, cidade + forte, portanto uma cidade que é um forte; d) “e as discussões”, da raiz ‘julgar’, então uma disputa como no tribunal; e) “são* (*interpretativo) como as portas trancadas de uma cidadela”, gradil de um castelo. O autor inspirado nos faz ver quão fechada fica uma pessoa próxima a quem ofendemos e pior ainda, com quem mantemos uma disputa. Veja em sua lista ‘A’, se você causou a alguém se fechar tanto assim.

Ore sobre isso:
a) peça sabedoria ao Senhor para lidar com situações em que você precisa repreender alguém, mostrar seus erros, para que o relacionamento não seja obstruído por isso; b) ore por pessoas que estão fechadas para o relacionamento com você, por causa de alguma disputa; c) dedique-se ao Senhor para agir com mansidão sempre que possível, mas nunca abandonar a justiça de Deus, mesmo que isso prejudique relacionamentos.

 Comentário:
Veja que o texto não diz que sempre evitaremos ‘ofender’ ou ‘acusar’ alguém. Ele nos diz o que vai acontecer com o relacionamento quando fizermos isso: a pessoa que era tão próxima se tornará inacessível, impossível de se relacionar. Comente com os pacificadores casos em que a ‘ofensa’ ou ‘acusação’ são inevitáveis e, mesmo perdendo o amigo, é necessário agir. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 20

Quem achou que 40 dias era muito tempo? Chegamos à metade de nossos devocionais e faltam apenas 23 dias para nossa escola. Prepare-se espiritualmente.

#PACI20 devo40/20
“Quem se isola busca interesses egoístas e se rebela contra a sensatez” Pv 18:1. Esse não é um texto fácil de traduzir do hebraico, mas em sentido literal ele diz: ‘sobre o desejo, o homem que se separa o procura incessantemente, ele se opõe a toda a sabedoria’: a) “se isola”, separa ou divide; b) “busca”, o tempo verbal indica uma ação contínua ou repetitiva; c) “interesses egoístas”, desejos; d) “se rebela” , também ‘interfere’ ou ‘se enfurece’, da raiz ‘ser obstinado’; e) “sensatez”, provavelmente de uma raiz que significa ‘comprovar’, portanto uma sabedoria efetiva, produtiva. Embora o texto não nos diga se a pessoa se separa para buscar seus desejos, ou busca seus desejos porque se separa, ele afirma que nessa condição a pessoa vai contra a sabedoria efetiva, isto é, vai contra o sucesso. Você é egoísta e solitário, ou aprendeu o caminho da generosidade e do relacionamento?

Ore sobre isso:
a) confesse diante de Deus que você deve cuidar “não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros” Fp 2:4; b) confesse ao Senhor todas as atitudes egoístas que separam você de seus relacionamentos na lista ‘A’; c) comprometa-se com Deus a não ser governado pelos seus desejos, mas deixá-los de lado para fortalecer seus relacionamentos.

Cometários:
O texto que examinamos hoje nos ensina que egoísmo e solidão andam juntos e se opõe à sabedoria efetiva, isto é, aos resultados e ao sucesso. Mas muita gente não entende isso. Hoje mesmo alguém postou no Instagram: ‘Minha meta para 2020 é me dedicar mais a mim… Decidi que não quero mais dívidas comigo mesmo’. Como você explicaria que ao nos ocuparmos do que é bom para os outros e nos relacionarmos melhor nos tornamos mais bem-sucedidos? Use o link ‘comentários’.

A Geração Z e O Retorno do Rei

Um presente para pastores e líderes de jovens e adolescentes, bem como jovens interessados em liderança: uma coleção de sete ensaios sobre a Geração Z, as pessoas nascidas após 1995 na existência da Web, e sua perspectiva escatológica.

Esses ensaios são preparatórios para o Encontro Consciência Cristã Jovem, organizado pela AMME evangelizar em parceria com a VINACC. Foram escritos pelo pastor José Bernrardo.

Clique aqui>>> GenZ e O Retorno do Rei (1005 downloads)

#PACI20 devocional 19

#PACI20 devo40/19
“O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade” Pv 17:17. Literalmente, ‘durante a espera o amigo ama, além disso, no aperto um parente é nascido’: a) “amigo” e “irmão”, enquanto a primeira palavra fala de diversos tipos de relacionamento, a segunda é mais usada para relações de parentesco; b) “em todos os momentos”, o substantivo tem raiz em observar, sugerindo a passagem do tempo, a espera; c) “adversidade”, aperto ou estreito; d) “é um irmão”, originalmente ‘o irmão é trazido à luz’. Esse texto não compara amigos e irmãos de sangue; ele ensina que a amizade é perseverante em tempos de calma e se torna ainda mais intensa quando a situação é difícil. É como se a adversidade fosse a mãe do irmão. Considere seus relacionamentos na lista ‘A’, você é um amigo constante, sempre presente, e sua amizade se torna ainda mais intensa nas dificuldades?

Ore sobre isso:
a) agradeça a Deus se você tem amigos perseverantes, que se tornam ainda mais próximo quando você passa por dificuldades; b) confesse a Deus se você negligenciou seus amigos em qualquer momento e principalmente quando mais precisavam de você; c) assuma com Deus o compromisso de ser um amigo sempre presente para aqueles a quem o Senhor colocar ao seu lado.

Comente:
Conte um testemunho de uma dificuldade que você atravessou junto com um amigo/a e isso fortaleceu a amizade de vocês. Use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 18

00#PACI20 devo40/18
“Começar uma discussão é como abrir brecha num dique; por isso resolva a questão antes que surja a contenda” Pv 17:14. Literalmente, ‘abrir as águas, o começo da acusação; mas no enfrentamento de um conflito que lhe exponha, fuja.’: a) “discussão” de ‘acusar’ ou ‘julgar’, “questão” de ‘expor’ ou ‘desnudar’, e “contenda” de ‘atirar’ ou ‘lançar’, as três palavras dão a entender que uma pessoa, possivelmente em posição de liderança, acusa e expõe publicamente o leitor; b) “abrir brecha num dique” é uma interpretação razoável. O texto parece dizer que, quando somos acusados ou repreendidos, quanto mais discutirmos maior será o dano. Mesmo um pequeno vazamento se torna uma grande enchente. Portanto, o conselho do escritor é que, ao ser exposto, ao receber uma repreensão pública, abandone o ‘tiroteio’, não insista em revidar ou discutir. Como você reage a uma repreensão, justa ou injusta: discute e retruca ou deixa passar?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor se você retrucou a alguma repreensão que recebeu e abriu uma represa de emoções que trouxeram prejuízo; b) peça sabedoria ao Senhor para fugir de contenda com as pessoas que lideram você; c) assuma com Deus o compromisso de não se deixar levar pelas emoções e se envolver em discussões que causam tanto prejuízo.

Comente:
Se este texto fala do relacionamento com pessoas em posição de autoridade, as novas gerações têm mais dificuldade em colocá-lo em prática. Vivemos em uma época quando a obediência está fora de moda. Cada um quer ser seu próprio líder, então ninguém aceita ser repreendido. Comente sobre isso, use o link ‘comentários’.

#PACI20 devocional 17

#PACI20 devo40/17
“Aquele que cobre uma ofensa promove amor, mas quem a lança em rosto separa bons amigos” Pv 17:9. Literalmente, ‘O que tampa uma revolta procura amor, e o que dobra uma palavra divide a liderança’: a) “cobre”, tampa ou veda um furo; b) “ofensa”, revolta, rebelião, transgressão; c) “lança em rosto”, literalmente “dobra”, com o sentido de multiplicar; d) “separa” ou divide; e) “bons amigos”, a raiz dessa palavra é ‘aprender’, portanto um relacionamento muito próximo, que proporciona aprendizagem, um relacionamento de liderança. Esse texto ensina que alguém procurando o amor não deixa a rebelião ou revolta vazar e fluir, antes a tampa; por outro lado, quem enfatiza uma palavra (má), vai dividir uma relação de liderança, possivelmente indispondo o líder com o liderado que falou mal. Pense em sua lista ‘A’, você costuma lutar contra a rebelião e revolta promovendo o amor, ou põe lenha na fogueira causando divisão?

Ore sobre isso:
a) a rebelião é o pecado original, confesse a Deus se você tem um coração desobediente, inclinado à revolta contra a autoridade; b) suplique a Deus que lhe dê sabedoria para impedir a rebelião de fluir em sua vida e na vida de outros; c) confesse a Deus se você levou, principalmente aos líderes, as palavras de revolta de alguém, ao invés de tampar esse furo; d) consagre a Deus sua vida para procurar o amor entre líderes e liderados em todas as situações.

Comente:
Jesus é nosso Dono, Proprietário (Senhor), mesmo assim quis nos chamar de amigos. Seria bom se o relacionamento com a liderança, com as pessoas de autoridade, mesmo os pais e pastores, fosse de amizade. Comente com os outros pacificadores: Você tem amizade com as pessoas que exercem liderança sobre você? Como podemos ser amigos de nossos líderes?

#PACI20 devocional 16

#PACI20 devo40/16
“O violento recruta o seu próximo e o leva por um caminho ruim” Pv 16:29. Os versículos 27 a 30 podem ser conectados pois descrevem pessoas más: o homem inútil, o homem perverso, o homem violento, o que pisca os olhos. Literalmente o versículo 29 diz ‘Um homem violento abre espaço para seu próximo e o encaminha em jornada não boa’: a) “violento” ou ‘errado’; b) “seu próximo” alguém em qualquer tipo de relacionamento; c) “recruta”, literalmente ‘abre’ um espaço ou ‘dá lugar’; d) “caminho”, tendo como raiz a ideia de jornada, é figurativo de comportamento. Esse texto nos diz que pessoas violentas e maldosas podem ser muito envolventes e persuasivas. Elas até fazem os outros se sentirem confortáveis e seguros, mas os comportamentos que ensinam não são bons. Em sua lista ‘A’ de relacionamentos há alguém, que age com violência e maldade e ainda assim oferece conforto e motivação?

Ore sobre isso:
a) se você está em um relacionamento com alguém que pratica violência e maldade, mesmo que não seja com você, suplique ao Senhor que lhe liberte disso; b) examine-se e confesse a Deus se você se deixou encaminhar para comportamentos ruins, por omissão, concordância ou prática da violência e maldade; c) suplique a Deus por sabedoria para entender e rejeitar tipos de violência que são chamados de brincadeira, ‘zoação’, gozação e até de ‘amizade’.

Comente:
Os bullies (pessoas que praticam o bullying) nunca agem sozinhos, eles reúnem um pequeno grupo de seguidores que os imitam na intimidação de outras pessoas. Comente com os pacificadores o que você acha que leva uma pessoa a seguir uma pessoa violenta e tentar imitá-la. Use o link comentários.

#PACI220 devocional 15

#PACI20 devo40/15
“Dar resposta apropriada é motivo de alegria; e como é bom um conselho na hora certa!” Pv 15:23. Literalmente, ‘Tem alegria um homem pela resposta de sua boca; ademais, palavra em tempo, quanto beneficia?’: a) “resposta” e “hora certa” parecem vir da mesma raiz que significa ‘prestar atenção’, portanto tanto a “resposta” como o “conselho” são qualificados por uma observação cuidadosa; b) a resposta cuidadosa é causa de alegria; c) “conselho” ou ‘palavra’ indica que é de iniciativa de quem fala, o que se soma à “resposta” que é provocada; d) “bom” (adjetivo, verbo ou substantivo), está associado a uma partícula interrogativa no hebraico, apelando para a avaliação do leitor. Embora isso não seja tão explícito em português, esse texto enfatiza a importância da atenção ou observação durante uma conversa, seja para responder seja para falar. Você ouve com atenção antes de responder e falar, ou erra por se precipitar?

Ore sobre isso:
a) pense em como você responde ou fala com as pessoas de sua lista ‘A’, confesse ao Senhor se você tem se precipitado, falando coisas ruins e dando respostas que trazem tristeza; b) suplique ao Senhor que lhe ajude a observar mais, prestar mais atenção no que as pessoas dizem ou demonstram; c) comprometa-se com o Senhor a ouvir mais do que falar: “Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar…” Tg 1:19.

Comente:
Adolescentes e jovens são muito mais rápidos do que os adultos. Isso é uma virtude, mas a precipitação é um defeito que pode levar a vários pecados. De modo geral, toda virtude na hora e intensidade erradas pode ser um defeito. Qual o plano de Deus para que nossas virtudes não se tornem defeitos? Comente isso com outros pacificadores. Use o link comentários.

#PACI20 devocional 14

#PACI20 devo40/14
“É melhor ter verduras na refeição onde há amor do que um boi gordo acompanhado de ódio” Pv 15:17. É possível ver o versículo 16 como contexto, falando do relacionamento com Deus antes do relacionamento com as pessoas. Literalmente, ‘Melhor uma alimentação de verdura mas onde está o amor do que um bezerro engordado mas com ódio’: a) “refeição” tem raiz em ‘jornada’, indicando a continuidade, portanto alimentação ou dieta; b) “verduras” tem raiz em ‘verde claro’, portanto ‘desbotado’, pouco interessante; c) “onde há” e “acompanhado” são a mesma preposição aditiva ou adversativa, o autor une o tipo de refeição com a qualidade do relacionamento entre as pessoas que partilham dela; d) “ódio” e consequentemente ‘inimigo’. O texto faz considerar se vale a pena buscar prosperidade e riqueza se o resultado for inimizades e ódio. Coisas materiais ou relacionamentos, ao que você dá mais atenção, o que tem maior valor?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor se você dá mais importância a coisas do que às pessoas em sua lista ‘A’; b) confesse ao Senhor se você busca mais os seus próprios interesses do que a edificação de seus relacionamentos; c) suplique ao Senhor por contentamento, para que seu coração não seja desviado pela ganância e pela cobiça; d) agradeça a Deus por cada pessoa em sua lista ‘A’, pelo valiosa que cada uma é para você.

Comente:
Nem sempre o materialismo é tão explícito. Na verdade, ele é até bem sutil. Por exemplo, quando olhamos para o sofrimento das pessoas apenas do ponto de vista da falta de comida, roupas ou moradia e escola, não estamos sendo materialistas? Comente com os outros pacificadores as formas sutis como substituímos relacionamentos por coisas materiais em nossa cultura.