#PACI20 devocional 21

#PACI20 devo40/21
“Um irmão ofendido é mais inacessível do que uma cidade fortificada, e as discussões são como as portas trancadas de uma cidadela” Pv 18:19. Literalmente, ‘O irmão ofendido, uma fortaleza, e disputas, como a grade de um castelo’: a) “Um irmão”, no sentido de parentesco ou figurativamente, em uma relação muito próxima; b) “ofendido”, ‘rebelião’ ou ‘transgressão’ na forma passiva ou reflexiva do passado; c) “é mais inacessível* (*interpretativo) do que uma cidade fortificada”, dois substantivos, cidade + forte, portanto uma cidade que é um forte; d) “e as discussões”, da raiz ‘julgar’, então uma disputa como no tribunal; e) “são* (*interpretativo) como as portas trancadas de uma cidadela”, gradil de um castelo. O autor inspirado nos faz ver quão fechada fica uma pessoa próxima a quem ofendemos e pior ainda, com quem mantemos uma disputa. Veja em sua lista ‘A’, se você causou a alguém se fechar tanto assim.

Ore sobre isso:
a) peça sabedoria ao Senhor para lidar com situações em que você precisa repreender alguém, mostrar seus erros, para que o relacionamento não seja obstruído por isso; b) ore por pessoas que estão fechadas para o relacionamento com você, por causa de alguma disputa; c) dedique-se ao Senhor para agir com mansidão sempre que possível, mas nunca abandonar a justiça de Deus, mesmo que isso prejudique relacionamentos.

 Comentário:
Veja que o texto não diz que sempre evitaremos ‘ofender’ ou ‘acusar’ alguém. Ele nos diz o que vai acontecer com o relacionamento quando fizermos isso: a pessoa que era tão próxima se tornará inacessível, impossível de se relacionar. Comente com os pacificadores casos em que a ‘ofensa’ ou ‘acusação’ são inevitáveis e, mesmo perdendo o amigo, é necessário agir. Use o link ‘comentários’.

3 comentários em “#PACI20 devocional 21”

  1. A pouco tempo eu estava trabalhando em um emprego em que o Senhor me encaminhou, dentro dele tive a oportunidade de trabalhar com uma pessoa que acabava por usar artifícios que pudessem.me.prejudicar.em uma intenção de superioridade, em todo o momento evitei disputa e discussões, mantive a paz que o Senhor enche meu coração, acabo de sair da empresa pela porta da frente, desejando.o melhor pela pessoa, e mesmo que seja difícil incluir a pessoa em minhas orações, tenho me esforçado, para que o senhor trace um plano de salvação em sua vida

  2. De fato o ambiente de trabalho há muitas dessas questões acontecendo o tempo inteiro. É importante que como cristão estejamos vigilantes e em espírito enquanto as acusações, ofensas e até as disputas possam nos atingir. Houve um episódio de ofensa realizada por uma coordenadora da escola, e isso acaba com a gente, algumas pessoas também já passaram por isso e até passam. É algo que é bem difícil e cansativo. Temos orado pra que Deus nos direcione a enfrentar essas situações.

  3. Muitas vezes esses casos acontecem quando se vai corrigir e exortar uma pessoa, ou alguém muito próximo a você mesmo. Mesmo fazendo isso para que a pessoa melhore, vença seu pecado e se aproxime mais de Deus, elas podem enxergar isso como uma ofensa, como um ataque e até uma disputa e por isso elas se fecham e se afastam para que não tenham que passar por essa situação novamente. Porém isso não nos dá liberdade para pararmos de corrigir as pessoas da maneira correta, pois como diz em 1 Timóteo 3:16, toda a escritura é proveitosa para muitas coisas, inclusive para exortar, e como sabemos isso é uma forma de amor, e deve ser uma prática necessária no nosso cotidiano, mesmo que a consequência seja as pessoas se afastarem de nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *