#PACI20 devocional 13

#PACI20 devo40/13
“A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira” Pv 15:1. Literalmente, ‘Uma resposta suave rebate o calor, mas uma palavra trabalhada levanta a respiração’: a) “resposta” ou ‘rebate’, ‘retorna’, dá a entender que houve antes uma provocação; b) “resposta” e “palavra” estão no singular, possivelmente indicando que não é preciso muito falar para produzir cada efeito; c) “calma” ou ‘suave’, pode ser inclusive ‘fraca’, portanto, sem orgulho ou soberba em responder ‘à altura’; d) “fúria” ou ‘calor’ indica a temperatura emocional e, figurativamente, por causa da febre, pode indicar envenenamento; e) “palavra” sinaliza a ação inicial, diferente de resposta; f) “ríspida” é literalmente ‘esculpida’, indicando tanto a dor de marcar uma superfície, como o trabalho de elaborar uma palavra marcante; f) “ira”, literalmente ‘respiração forte’, especifica a reação física em uma emoção forte. Como são suas conversas com cada pessoa de sua lista ‘A’?

Ore sobre isso:
a) confesse ao Senhor cada resposta grosseira e cada palavra maquinada para ferir que você deu às pessoas de sua lista ‘A’ – se as pessoas ficam calmas ou irritadas com suas palavras, esse é um indicador; b) suplique ao Senhor por sabedoria para responder com suavidade e falar com simplicidade, sem más intenções; c) comprometa-se com o Senhor em melhorar suas respostas e o modo como você fala.

Comente:
O texto ensina tanto sobre falar como sobre responder, ter a iniciativa ou reagir a uma provocação. É óbvio que uma palavra maquinada, elaborada para nos atingir é uma seta difícil de desviar-se. Mesmo assim o texto pede uma resposta suave. Comente com os outros pacificadores ideias para superar as emoções que palavras más levantam e manter a calma para responder bem. Use o link ‘comentários’.

9 comentários em “#PACI20 devocional 13”

  1. Acho que o silêncio é a melhor resposta no momento. Quando eu era adolescente, eu tinha muita dificuldade de me relacionar com a minha mãe. Ouvia dela muitas coisas que me machucavam e sempre ficava calada. Quando comecei a trabalhar de jovem aprendiz e cresci um pouquinho mais e as situações se repetiam, eu passei a retrocar na mesma ‘altura’ de resposta da forma em que ela falava comigo. Confesso que foi bem difícil/e ainda é parar de praticar esse pecado com as pessoas que estão ao meu redor.
    Mas, tenho experimentado o silêncio de imediato.

  2. Eu também prefiro ficar em silêncio e me retirar até passar a raiva. Mas não sei se isso é dar a resposta suave que o texto pede

    1. Que tal falarmos sobre o silêncio que fere. Muitas vezes dar um gelo na outra pessoa é ainda pior do que retrucar. E responder alto ou dar um gelo muitas vezes carrega o mesmo sentimento em diferentes personalidades.

      1. Pode acontecer de alimentarmos o ódio sem falar nada tb, ficar pensando no que deveria ter dito, no que dizer depois pra sair por cima… pode prolongar mais a discussão

  3. Eu sempre tive o grande problema de responder sem pensar, falo a primeira coisa que me vem a mente sem nem perceber, com a palavra aprendi como isso é errado e venho me policiando dia após dias para acabar com o mal costume, o silêncio ou uma resposta bem pensada e leve valem muito mais a pena, e minha oração e para que Deus continue a me corrigir e me mostrar as melhorias que ele quer em mim.

  4. Esse é um dos devocionais mais pesados pra mim, porque eu tenho muita dificuldade em responder com mansidão. Eu sou uma pessoa muito ríspida em diversos momentos, acho que isso vem muito da minha família e é muito difícil mudar isso. Acredito que o melhor é sempre buscar em Deus a sabedoria para saber responder as pessoas e saber usar as palavras certas e aquele velho conselho: “respirar fundo, contar até 10 rsrs…” Ou até mesmo o silêncio, como as meninas citaram.

  5. Eu sempre tentei ao máximo me policiar para as palavras que uso pois sei o quanto elas são poderosas, elas devem ser bem pensadas e usadas como instrumento de comunicação e não de tortura. Outra coisa que acabou de me pegar de surpresa e me deu um tapa na cara foi a questão do silêncio, sei que devemos pensar antes de falar, mas o silêncio pode torturar tanto quando um palavra mal colocada, peço sabedoria do senhor, que ele encha meus lábios apenas com aquilo que ele deseja.

  6. Vejo que esse texto se aplica na minha vida principalmente em discussões sobre determinados assuntos e debates, onde muitas vezes os argumentos utilizados não são mais para defender uma perspectiva e sim para ofender e desestabilizar a outra pessoa. Esse texto me faz refletir muito também, pois a bíblia nos da muitas advertências a cerca das nossas palavras e sobre o que dizemos, como diz em Tiago 3:1-12, mas a ênfase desse texto está em como dizemos, pois as vezes as palavras podem até ser boas, mas o modo com que dizemos, as vezes com soberba ou ironia pode causar um efeito negativo e provocar a ira nas pessoas. Por isso é necessário ficarmos atentos, buscar manter a calma dentro de nós para repassarmos isso para as outras pessoas, pois nós como cristãos devemos nos esforçar para ter a mansidão que vem do Espírito dentro de nós, para mantermos essa calma nas nossas conversas no dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *