24. O que Deus uniu

A Palavra de Deus: Mateus 19:1-12
1 Tendo acabado de dizer essas coisas, Jesus saiu da Galiléia e foi para a região da Judéia, no outro lado do Jordão. Grandes multidões o seguiam, e ele as curou ali.
Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: “É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo?” Ele respondeu: “Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’ e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’? Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe”.
Perguntaram eles: “Então, por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora?” Jesus respondeu: “Moisés permitiu que vocês se divorciassem de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério”.
10 Os discípulos lhe disseram: “Se esta é a situação entre o homem e sua mulher, é melhor não casar”. 11 Jesus respondeu: “Nem todos têm condições de aceitar esta palavra; somente aqueles a quem isso é dado. 12 Alguns são eunucos porque nasceram assim; outros foram feitos assim pelos homens; outros ainda se fizeram eunucos por causa do Reino dos céus. Quem puder aceitar isso, aceite”.

4 comentários em “24. O que Deus uniu”

  1. Esse segundo semestre de 2018 a escola bíblica para discípulos da minha igreja estudou sobre temas relacionados à família, e em uma das aulas tivemos o estudo desse texto.
    Compartilhamos sobre a arte de permanecer casado (um dos títulos que tivemos) e esses versículos foram os versículos chave:
    “9 Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério”.
    10 Os discípulos lhe disseram: “Se esta é a situação entre o homem e sua mulher, é melhor não casar”.
    Casar é fácil, permanecer casado é o desafio. As coisas não são fáceis, mas são simples. O casamento é dádiva para ambos crescerem juntos em se tornarem imagem e semelhança de Cristo.

  2. É muito interessante o ensinamento que Cristo nos traz sobre o casamento, sobre a questão de ser uma só carne. O mundo muitas vezes faz parecer que casamento não é importante, que um dia você pode estar junto e no outro se separar, mas Cristo nos lembra a importância do casamento e as responsabilidades que o casal deve ter um com o outro e com Deus.

  3. Nos dias atuais o casamento não tem sido algo importante porque a mentalidade das pessoas de agora é: se não der certo separo e caso com outro alguém. Mas o texto de hoje nos adverte sobre isso.
    Temos que lembrar que quando nos casamos nos tornamos um só com a outra pessoa e que só é permitido se casar novamente se acontecer alguma imoralidade caso contrário estará cometendo adultério

  4. Nos dias atuais o casamento não tem sido algo importante porque a mentalidade das pessoas de agora é: se não der certo separo e caso com outro alguém. Mas o texto de hoje nos adverte sobre isso.
    Temos que lembrar que quando nos casamos nos tornamos um só com a outra pessoa e que só é permitido se casar novamente se acontecer alguma imoralidade caso contrário estará cometendo adultério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *