23. Tenha paciência comigo

A Palavra de Deus: Mateus 18:23-35
23 Por isso, o Reino dos céus é como um rei que desejava acertar contas com seus servos24 Quando começou o acerto, foi trazido à sua presença um que lhe devia uma enorme quantidade de prata[f]25 Como não tinha condições de pagar, o senhor ordenou que ele, sua mulher, seus filhos e tudo o que ele possuía fossem vendidos para pagar a dívida. 26 “O servo prostrou-se diante dele e lhe implorou: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo’. 27 O senhor daquele servo teve compaixão dele, cancelou a dívida e o deixou ir.
28 “Mas quando aquele servo saiu, encontrou um de seus conservos, que lhe devia cem denários[g]. Agarrou-o e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Pague-me o que me deve!’ 29 “Então o seu conservo caiu de joelhos e implorou-lhe: ‘Tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei’. 30 “Mas ele não quis. Antes, saiu e mandou lançá-lo na prisão, até que pagasse a dívida.
31 Quando os outros servos, companheiros dele, viram o que havia acontecido, ficaram muito tristes e foram contar ao seu senhor tudo o que havia acontecido. 32 “Então o senhor chamou o servo e disse: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me implorou. 33 Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como eu tive de você?’ 34 Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia.
35 “Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão”.

5 comentários em “23. Tenha paciência comigo”

  1. 35 “Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão”.
    Confesso que esse ano foi um ano em que perdão foi a palavra da vez… devido algumas situações, principalmente familiar. A luta entre saber que era necessário perdoar, mas que isso geraria uma renúncia do meu orgulho e egoísmo, e que minha alma e me espirito estava no conflito por conhecer a palavra de Deus e saber o que era devido a mim fazer para cumprir a vontade dEle.
    Esse texto é muito confrontador!

  2. Como somos hipócritas muitas vezes. É triste ver nossa natureza como nesse texto. Ê por isso que temos que vigiar, vigiar nossa boca, nossas atitudes. O que pregamos deve ser reflexo das nossas ações. Cristo nos dá várias chances todos os dias. E nós com nosso orgulho não perdoamos aqueles que nos tem ofendido. Que Deus nos ajude a sermos verdadeiros, a largar todo orgulho e hipocrisia.

  3. Muitas vezes nós esquecemos que fomos perdoados de algo muito maior, de uma dívida que não conseguiríamos pagar. Mas graças ao nosso ego, ao nosso orgulho nós nos achamos no direito de não perdoar alguém por ter feito algo contra nós. Portanto que possamos deixar isso de lado, possamos deixar de lado nosso orgulho e começarmos a perdoar as pessoas para sermos perdoados por Deus e entrarmos no Reino.

  4. Muitas vezes as pessoas nos perdoam e não queremos perdoar ao próximo.
    Acho muito interessante perceber que a bíblia é um conjunto de livros que não se contradizem, podemos ver essa parábola que nos ensina a perdoar como fomos perdoados e tem esse ensinamento na oração do pai nosso que muitas vezes oramos e depois não o praticamos perdoando os nossos devedores, mas nós texto de hoje Jesus deixa claro o que acontecerá com quem faz isso: “Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *