06. Venha o teu Reino

A Palavra de Deus: Mateus 6:5-15
“E quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu lhes asseguro que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará. E quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem.
Vocês, orem assim: “Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. 10 Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. 11 Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. 12 Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores. 13 E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.
0614 Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. 15 Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas.

3 comentários em “06. Venha o teu Reino”

  1. É interessante quando paramos pra analisar a oração do Pai Nosso, que normalmente todo mundo sabe de cor, e começamos a perceber os pequenos detalhes, e notamos o quão ela é completa e maravilhosa. Nela a gente reconhece quem Deus é e como Ele é santo, mostramos que estamos dispostos a seguir somente a vontade Dele, nos colocamos como dependentes, que temos que perdoar para sermos perdoados, que queremos ajuda para fugir do pecado e das tentações e que reconhecemos que tudo, o poder, o reino e a glória são somente de Deus.

  2. Vejo a oração de como Cristo se esvaziou e em forma de homem sem glória nenhuma ao qual o pertencia fez essa oração nos ensinando e reconhecendo a soberania o poder e a honra de Deus Pai.

  3. É interessante ver como essa oração que Jesus nos ensinou é completa porque ela fala que a vontade de Deus deve prevalecer, que o nome de Deus seja santificado, fala sobre as nossas necessidades de comida, proteção e perdão e fala sobre o reino dos céus e ainda de outras coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *